Sociedade Portuguesa de Andrologia assinala Dia Europeu da Disfunção Sexual

De forma a assinalar o Dia Europeu da Disfunção Sexual, e porque no mesmo dia se comemora o Dia dos Namorados, a Sociedade Portuguesa de Andrologia e a Lilly Portugal convidam, nos dias 14, 15 e 16 de fevereiro, todos os apaixonados, e não só, a visitar um labirinto "muito especial" que vai mostrar que, "tal como no Amor, também na Saúde do Homem e do casal não deve haver obstáculos". A ação tem lugar entre as 10.00 e as 0.00 no Centro Comercial Dolce Vita Tejo, na zona da Grande Lisboa.

Sozinhos ou acompanhados, todos os interessados vão poder percorrer o romântico labirinto instalado no centro e ficar a saber um pouco mais sobre as patologias que afetam a Saúde do Homem, como a Disfunção Erétil (DE) ou a Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP).

Para participarem, os casais vão ter duas entradas diferentes – uma para o homem e outra para a mulher. Os dois caminhos ilustram a perspetiva de cada um perante os mesmos obstáculos/sintomas das doenças. Para isso, vão ser colocadas frases na primeira pessoa e imagens em paredes estratégicas do percurso, que interpretam a visão de um doente ou da sua companheira.

Depois de completarem o labirinto, os participantes terão uma surpresa: apesar de haver duas entradas, existe uma mesma saída, no centro do coração. É aqui que o casal se volta a encontrar e, como recompensa, cada um vai poder escolher entre três metades de uma moldura em tamanho real, com alguns escritos. As inscrições podem resultar em combinações como “Sei que te amo/porque és especial”, “O meu coração bate/a cada segundo contigo” ou “Os meus olhos brilham/sempre que te vejo”.

Com as metades de molduras na mão, segurando juntos na moldura completa, podem tirar uma fotografia, que é revelada na hora e entregue numa bolsa com informação sobre HBP e Disfunção Erétil. Quem entrar sozinho, também pode tirar uma fotografia com uma moldura completa, especialmente desenhada para o efeito. À semelhança dos casais, levará consigo informação sobre as patologias.

«Hoje sabemos que 52% dos homens entre os 40 e os 70 anos sofrem de disfunção erétil. Quase os mesmos que, a partir dos 50, apresentam sintomas de HBP», explica Pepe Cardoso, presidente da Sociedade Portuguesa de Andrologia, «São problemas que afetam o quotidiano, não só de quem deles sofre, como do próprio casal, mas que têm solução. Queremos sensibilizar a população nesse sentido», acrescenta.

De acordo com Pepe Cardoso, "apesar de trazermos uma mensagem ser séria – a disfunção erétil e a HBP são um obstáculo na saúde do homem e do casal e, como tal, devem ser resolvidas – queremos chegar às pessoas num tom descontraído. Apostámos, por isso, no romance, o grande protagonista da época e um excelente aliado de todos os que procuram uma vida sexual satisfatória».


Campanha “Afaste os obstáculos do seu caminho” regressa a partir de 17 de fevereiro

A par da ação comemorativa dos dias 14, 15 e 16 de fevereiro, está o regresso da campanha “Afaste os obstáculos do seu caminho”. No ar a partir de 17 de fevereiro, a campanha global sensibiliza a população para os problemas que afetam a saúde do homem.

Com o aumento da esperança de vida, são várias as patologias que afetam o quotidiano e a saúde do homem. A pensar no homem e na sua saúde, a Lilly lançou uma campanha global de sensibilização que, para além dos suportes Televisão, Rádio e Online, conta com a página Saúde de Homem.

A ação passa-se em torno de um casal que janta num restaurante. Um grande candelabro a meio da mesa impede-os de comunicar, o que causa alguma frustração. É então que o homem decide “afastar este obstáculo”, com a ajuda do empregado. Uma metáfora para o problema da Disfunção Erétil e outras patologias, com solução, que podem afetar a vida do homem, diariamente. Em Portugal, a campanha tem o apoio da Sociedade Portuguesa de Andrologia.

Para além de TV, Rádio e Web, a campanha “Afaste os obstáculos do seu caminho” conta com o sítio da internet www.saudedehomem.pt, onde é possível debater e esclarecer os principais tópicos da saúde masculina, com informações para parceiras e mitos e ideias erradas sobre a patologia.

Imprimir