«Os doentes não-covid não têm o mesmo direito aos cuidados de saúde?»

Procurar que "o brutal desafio" da pandemia seja aproveitado para melhorar o Serviço Nacional de Saúde. Este foi o apelo de Paula de Sousa, administradora hospitalar durante cerca de 43 anos, durante a 8.ª Conferência de Valor da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), evento a que preside.

A decorrer em modelo híbrido, de forma presencial e online, entre ontem e sexta-feira, esta Conferência de Valor é a primeira que tem uma mulher a presidir à iniciativa.


Com base no tema da Conferência, “Inovar e Liderar na Incerteza”, Paula de Sousa falou aos participantes num vídeo gravado na Maternidade Bissaya Barreto, em Coimbra, onde foi administradora, realçando a importância de quem está à frente das instituições e equipas:

“Os períodos de crise são alturas de teste e de desafio à capacidade de liderança, sendo nestes momentos que nascem e se apagam líderes. Comunicação, resiliência, determinação, capacidade de ver a floresta e não apenas a árvore são as características dos verdadeiros líderes.”

Na sua intervenção relembrou a atual situação do sistema de saúde, nomeadamente do Serviço Nacional de Saúde (SNS), destacando “o brutal desafio na área da Saúde Pública”, a que a Europa e o resto do mundo têm procurado dar resposta.

Mas, como mencionou, Portugal conseguiu prevenir várias situações por não ter sido afetado pelo vírus nas fases mais iniciais. “Felizmente, os nossos profissionais de saúde não se viram, como noutros países, com o dilema de selecionar doentes em Cuidados Intensivos.”


Paula de Sousa

Apesar de considerar que o SNS poderá estar mais fragilizado do que antes da pandemia, disse acreditar na sua capacidade, mesmo perante o aumento de novos casos nas últimas semanas. “Temos mais testes, mais camas, mais ventiladores.”

A administradora sublinhou ainda a "quantia significativa" do Orçamento de Estado alocada à Saúde, mas alertou para a necessidade de se saber onde aplicar estas verbas.

Na sua opinião, "impõe-se reorganizar serviços e métodos de trabalho, envolvendo as instituições e seus profissionais - que são o principal capital do SNS -, com vista à elaboração de um plano estratégico nacional que seja galvanizador e que fortaleça o sistema de saúde.” Para o efeito, “liderar e inovar são fundamentais”.


Alexandre Lourenço

Doentes não-covid e as questões éticas

Paula de Sousa não esqueceu também os doentes não-covid, que têm tido menos acessibilidade a cuidados desde que surgiu a pandemia da covid-19. E deixou mesmo uma questão: “Os doentes não-covid não têm o mesmo direito?”

Recordou ainda os números que vieram a público recentemente, de que entre março e abril houve no país cinco vezes mais óbitos do que os atribuíveis ao coronavírus e muitos mais do que o esperado. “Há autores que consideram mesmo existirem vítimas indiretas da covid-19, o que suscita questões éticas.”

Face ao presente e futuro, voltou a frisar que “mesmo os tempos de crise são excelentes oportunidades de mudança”. E lançou o mote: “Seria um desperdício não aproveitar [esta crise] para se aprender e para se corrigir, com conformidade, introduzindo mudanças no SNS.”

Na cerimónia de abertura, à distância, estiveram presentes também Alexandre Lourenço, presidente da APAH, e Carlos Santos, presidente do Conselho de Administração do CHUC. Ambos realçaram o papel de Paula de Sousa na Administração Hospitalar, quer na MBB, como noutras unidades hospitalares, nomeadamente no IPO de Coimbra ou no Hospital Garcia de Orta, em Almada. Integrou ainda projetos que marcaram os hospitais nos anos 1980, como o protocolo de revisão de utilização, os sistemas de qualificação de doentes ou o planeamento de altas.


Alexandre Lourenço e Carlos Santos 

A 8.ª Conferência de Valor da APAH vai decorrer até quinta-feira, contado com formação e-learning, APAH TALKs, APAH Inspiring, entrega do Prémio Healthcare Excellence e do Prémio Coriolano Ferreira e apresentações de livros.



Recorde-se que a Conferência era para ter ocorrido nos dias 17 e 18 de abril, no Luso, sob o tema “Hospital Verde - Modelos de gestão para a sustentabilidade”, tendo sido adiada por causa das medidas de contingência da pandemia.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir