Neurologia: médicos partilham conhecimento e experiências do Hospital Fernando Fonseca

Criado no início deste ano, o Grupo de Internos do Hospital Fernando Fonseca (HFF) tem vindo a apoiar, de forma gratuita, a formação de outros médicos internos, com a realização de vários cursos.

“Doenças cerebrovasculares” foi a temática da última ação de formação, realizada há dias. “A escolha deste tema foi mandatória, porque o AVC é a causa mais importante de mortalidade e morbilidade em Portugal", explica explica Daniela Garcez, da Comissão Organizadora.

O curso contou com a presença de internos do HFF, mas também de outras unidades hospitalares, o que é indicador da credibilidade e interesse que o projeto adquiriu ao longo dos meses. “A adesão, inclusive de especialistas, tem sido bastante expressiva”, reconhece Daniela Garcez, interna de formação específica de Neurologia do IPO de Lisboa, que integra a equipa da Urgência de Neurologia do HFF.



Na sua opinião, a formação na área das doenças cerebrovasculares é fundamental. “Nos casos agudos é premente estabelecer um diagnóstico rápido para que se possa intervir precoce e eficazmente e essa luta contra o tempo é determinante no outcome clínico do doente", adverte a médica. Uma realidade que só é possível "se a abordagem for sistematizada/protocolada.”
 
O desafio para os internos, quando estão perante este tipo de situações clínicas, é ainda maior num hospital como o HFF, que abrange entre 600 e 800 mil pessoas, conforme explica Daniela Garcez:

“No nosso caso, o facto de não termos Neurorradiologia de Intervenção ou Neurocirurgia obriga-nos a uma dinâmica mais complexa, sendo necessário discutir a situação de doentes com médicos de outros hospitais e, se indicado, proceder à sua transferência, com todos os constrangimentos logísticos associados.”


Daniela Garcez (ao centro) com outros dois elementos do Grupo de Internos do HFF: Rita Gonçalo Pinheiro e Francisco Bernardo

"Conseguimos antecipar mais facilmente as dúvidas dos nossos colegas"

Desde o início do ano que o Grupo de Internos do HFF já promoveu algumas ações formativas, dedicadas às demências, epilepsia, cefaleias e doenças cerebrovasculares, "sessões informais e interativas", com o propósito dos participantes se sentirem "confortáveis para exporem todas as suas dúvidas".

Daniela Garcez reforça a ideia de que a partilha entre internos é essencial. “Apesar de nos encontrarmos ainda em formação, é possível haver uma partilha de conhecimento, ainda mais relevante se os internos forem de especialidades diferentes."

E não tem dúvidas: "Conseguimos antecipar mais facilmente as dúvidas dos nossos colegas", fazendo questão de referir que, "apesar de considerarmos que os conteúdos dos cursos são os mais adequados, a informação é sempre supervisionada por especialistas.”

A próxima ação, dedicada às "Doenças do Movimento”, está já prevista para final de janeiro de 2020. Em breve estará mais informação disponível aqui.

A comissão organizadora do projeto integra os internos André Rêgo, Ângela Abreu, Carlos Figueiredo, Daniela Garcez, Francisco Bernardo, Leonor Rebordão, Pedro Neves, Rita Martins, Rita Pinheiro, Sofia Delgado e ainda Mariana Fernandes, do IPO de Lisboa.  O médico interno Pedro Barreira, da USF Alcais, colabora com o projeto, sendo responsável pela divulgação dos cursos.
 

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir