Investigador da malária inaugura exposição no IHMT: «A Arte é muito importante para mim»

“Passagens” é o nome da exposição do entomologista médico Derek Charlwood que vai estar patente, a partir de hoje e até 13 de dezembro, no Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) da Universidade Nova de Lisboa. O especialista dedica-se há vários anos à investigação da malária, vivendo em vários países.



São várias as peças artísticas expostas ao público entre hoje e dezembro, tais como fotografias, quadros ou pedaços de madeira pintados, que o autor encontrou em Linga Linga, Moçambique. “São pedaços de tronco – aqui apenas tenho os mais pequenos – que retiro do mar e que vou pintando… A Arte é muito importante para mim.”



Os registos fotográficos são dos vários locais por onde passou para estudar o comportamento dos mosquitos transmissores da malária, como Tanzânia, Papua Nova Guiné, São Tomé e Moçambique. “Ando sempre de máquina fotográfica na mão desde que tirei as primeiras fotos numa investigação que fiz na Amazónia.”



Derek Charlwood é investigador no IHMT e dedica-se ao estudo do comportamento do mosquito da malária e do impacto das redes mosquiteiras, projetos de investigação extremamente importantes.

Por um lado, a malária continua a aumentar, existindo um risco crescente de surtos da doença poderem chegar a outras regiões do planeta, como a Europa, mas também "é preocupante a resistência dos mosquitos aos inseticidas.”

 

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir