Diálise peritoneal: Nefrologia do CHUA vence caso clínico a nível ibérico

O caso clínico “Prescrição diária”, submetido pelo Serviço de Nefrologia do Centro Hospitalar Universitário do Algarve, foi galardoado com o primeiro lugar no concurso ibérico ShareSource Excellence Program. O prémio foi entregue em abril, em Alcobaça.

“No contexto de diálise peritoneal com cicladora, com monitorização remota, nós conseguimos fazer alterações ao tratamento do doente à distância, reduzindo a necessidade de os doentes de deslocarem à nossa Unidade de Diálise Peritoneal e garantindo a sua segurança clínica”, começa por referir Anabela Malho Guedes, a coordenadora desta Unidade.

Num leque de três casos clínicos submetidos pelo Serviço, aquele que foi premiado dizia respeito ao caso de “um doente seguido ao longo de duas semanas, cuja prescrição dialítica foi alterada 12 vezes à distância, portanto, de uma forma praticamente diária, o que esteve na origem do nome dado ao caso clínico”.


Anabela Malho Guedes

Durante o processo, este doente apenas teve de recorrer presencialmente à Unidade duas vezes, “o que é uma grande mais-valia”.

“Perante um pós-operatório muito recente, o que fizemos foi prescrever uma diálise intensiva de baixos volumes, monitorizando à distância, porque o doente recusava ficar internado, para não perder o vínculo laboral”, explica.

Os ajustes praticamente diários ao nível do aumento da dose de diálise iam acontecendo “gradualmente, mediante a tolerância do doente e as características do pós-operatório, com o cuidado de não se aumentar muito a pressão intra-abdominal, a fim de evitar o surgimento de uma hérnia incisional”. Dois meses após este cenário, o doente acabou por ser transplantado com sucesso.

O caso clínico submetido é da autoria de três elementos do Serviço de Nefrologia do CHUA: Roberto Calças Marques, interno do 4.º ano, enquanto 1.º autor, Anabela Malho Guedes e Céu Laranjo, enfermeira. A 2 de abril, deslocaram-se a Alcobaça, para apresentarem o caso e receberem a placa comemorativa.


Anabela Malho Guedes, Roberto Calças Marques, Céu Laranjo

Os cerca de 60 trabalhos ibéricos submetidos foram agregados num livro. Cinco deles foram premiados, dos quais só um deles é português, e logo arrecadou o primeiro lugar. “Acima de tudo, é um orgulho sermos reconhecidos a nível nacional e internacional pelo trabalho que fazemos diariamente”, observa Anabela Malho Guedes.

Para a nefrologista, o desafio de “demonstrar diferentes formas de utilização da plataforma de monitorização à distância, ShareSouce, comprovando a otimização de cuidados, seja por antecipação de situações clínicas, seja por intervenção à distância, foi bem conseguido”.



Partilha de boas práticas entre nefrologistas e com outros profissionais de todos os hospitais públicos.

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda