Disfunções sexuais causadas pelo cancro: «muitos problemas não são abordados em consulta»

Médicos, enfermeiros, psicólogos e outros profissionais de saúde que trabalhem com doentes oncológicos. Estes são os destinatários da 1.ª edição do Congresso Nacional de OncoSexologia. O evento, agendado para dias 3 e 4 de outubro de 2019, é organizado pela Clínica de Oncosexologia do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa.

O impacto do cancro na sexualidade é o tema central deste encontro, "que vai reunir diversos especialistas para um retrato atual da oncosexologia no nosso país" e, dessa forma, "contribuir para a prestação de melhores cuidados"


"OncoSexologia em Portugal 2019 - prevenção, investigação e clínica" é o tema central do Congresso

Lúcia Monteiro, diretora da Clínica de OncoSexologia do IPO Lisboa, refere que "os doentes com cancro podem manifestar perturbações do desejo ou do interesse sexual e dificuldades nas relações sexuais, durante ou após os tratamentos".

Todavia, sublinha a psiquiatra, "as inibições socioculturais, as dificuldades de comunicação e a deficiente formação dos profissionais na área da oncosexologia levam a que muitos dos problemas sexuais não sejam abordados em consulta e, por isso, não sejam convenientemente prevenidos ou tratados, quer nas unidades de Oncologia quer nos centros de saúde".


Lúcia Monteiro

"Melhorar os cuidados durante o tratamento e na fase de sobrevivência"

Com a realização deste congresso, a Clínica de Oncosexologia do IPO Lisboa pretende dar continuidade ao seu programa de formação de profissionais e equipas que acompanham doentes oncológicos e famílias, "com foco na abordagem dos problemas e disfunções sexuais secundários à doença e aos tratamentos".

Lúcia Monteiro faz, aliás, questão de reforçar esta mensagem: "É crucial a formação dos profissionais nesta área, com o objetivo de melhorar a qualidade dos cuidados globais prestados aos doentes, quer durante o tratamento ativo do cancro, quer na fase de sobrevivência".



Apesar de se tratar da 1.ª edição do Congresso Nacional de OncoSexologia, há muitos anos que o IPO Lisboa tem promovido ações de formação nesta área. O exemplo mais marcante, de que já beneficiaram muitos profissionais de saúde, são os Cursos de OncoSexologia, que são realizados mais precisamente desde 2009.

"De facto, este ano seria o 7º Curso", afirma Lúcia Monteiro, explicando que a equipa da Clínica de OncoSexologia decidiu que seria agora altura de proporcionar um momento de formação "ainda mais enriquecedor para os participantes". E, nesse sentido, o Congresso vai contar com a colaboração e intervenção de profissionais de outros IPO, "bem como de outras instituições hospitalares e universitárias ligadas à Sexologia Clinica".

Para mais informações:
Secretariado - Maria João Gil
mgil@ipolisboa.min-saude.pt

seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir