Sociedade Portuguesa de Hipertensão e Associação Portuguesa dos Nutricionistas assinam protocolo de cooperação

A Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH) e a Associação Portuguesa dos Nutricionistas (APN) assinaram um protocolo de cooperação, que pretende reforçar a colaboração existente. O acordo foi assinado pelos presidentes das duas entidades, respetivamente, Fernando Pinto e Célia Craveiro.

Além de formalizar a colaboração entre a SPH e a APN, o acordo visa dinamizar a divulgação da atividade científica junto dos seus membros, com vista a contribuir para a formação contínua dos profissionais de saúde representados por ambas as entidades, "potenciando um melhor serviço prestado pelos profissionais de saúde a todos os portugueses", é salientado em comunicado.
 
Com este acordo, a SPH e a APN comprometem-se a partilhar informações sobre os eventos científicos desenvolvidos por sua iniciativa, particularmente sobre congressos, cursos e jornadas, utilizando para o efeito as respetivas revistas ou outras publicações de interesse no setor, por elas editadas. Ficou igualmente consignado no acordo que existirão condições preferenciais de inscrição para os sócios da outra sociedade científica.
 
A Hipertensão Arterial (HTA) é uma patologia fortemente dependente dos hábitos alimentares, pelo que uma alimentação adequada é um dos pilares fundamentais, quer na prevenção quer no tratamento desta doença. Por outro lado, alguns componentes da alimentação podem interferir na eficácia de certos medicamentos e, por outro lado, os fármacos anti-hipertensores têm, não raramente, ações metabólicas negativas que podem ser parcialmente corrigidas/evitadas com a adoção de hábitos alimentares devidamente estruturados.

Imprimir