José Guimarães Morais e João Cordeiro recebem medalhas de ouro da Ordem dos Farmacêuticos

A Ordem dos Farmacêuticos (OF) atribuiu medalhas de ouro a José Guimarães Morais, que foi diretor da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL), e a João Cordeiro, antigo presidente da Associação Nacional das Farmácias (ANF).

As distinções foram entregues por Carlos Maurício Barbosa, bastonário da OF, na Sessão Solene de Encerramento do Congresso Nacional dos Farmacêuticos 2015, onde foi também entregue a Medalha de Honra da OF ao Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos e à Federação Internacional Farmacêutica.



A Direção Nacional da OF decidiu atribuir a Medalha de Ouro da Ordem dos Farmacêuticos a José Guimarães Morais pelo trabalho desenvolvido na valorização e progresso das Ciências Farmacêuticas e na defesa da Saúde Pública e pela sua grande dedicação ao ensino de Farmácia e à investigação científica na FFUL.



O percurso de João Cordeiro, enquanto fundador e responsável máximo da ANF durante mais de 30 anos, em que muito prestigiou a profissão farmacêutica, foi determinante para a atribuição da Medalha de Ouro da OF. A Direção Nacional distinguiu assim a sua ação extraordinária no plano profissional, com particular destaque e reconhecido mérito na modernização e desenvolvimento da Farmácia Comunitária portuguesa, contribuindo, de modo decisivo, para que, hoje, as farmácias portuguesas sejam consideradas um exemplo a nível europeu e mundial.



A Medalha de Honra da Ordem dos Farmacêuticos foi atribuída ao Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos, na pessoa do coronel farmacêutico Pet Mazarello, diretor da instituição, pelo papel fundamental que o Laboratório Militar desempenha no País, quer no plano profissional, quer no social, valorizando a atividade farmacêutica no seio da sociedade.



Carlos Maurício Barbosa entregou também a Medalha de Honra da OF à Federação Internacional Farmacêutica, na pessoa da sua presidente, Carmen Peña, pela promoção, defesa e valorização da profissão farmacêutica em todo o mundo há mais de 100 anos.

Imprimir