INEM acionou 1.071.736 meios de emergência

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) acionou 1.071.736 meios de socorro em 2013, mais 145.696 acionamentos em relação a 2012. Em comunicado hoje divulgado, o INEM salienta que o acionamento destes meios possibilitou dar resposta a mais de 860 mil ocorrências de emergência médica.

CODU
É através do Número Europeu de Emergência – 112, que os Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU), distribuídos por Porto, Coimbra, Lisboa e Faro, recebem as chamadas que posteriormente dão origem ao acionamento dos meios de emergência. Compete aos CODU a coordenação e acionamento dos diversos tipos de ambulância (de socorro/emergência médica, suporte imediato de vida, transporte inter-hospitalar pediátrico), motas de emergência, viaturas médicas de emergência e reanimação e helicópteros de emergência médica. O acionamento destes meios de emergência é realizado de acordo com os sinais e sintomas que a vítima apresenta no momento da chamada para o CODU.

Viaturas de socorro
Do número total de acionamentos, 929.916 correspondem a Ambulâncias de Socorro/Emergência Médica, em que a principal missão consiste em assegurar a rápida deslocação de uma tripulação com formação em técnicas de emergência médica. Estes meios estão a cargo das entidades que prestam socorro no âmbito da emergência pré-hospitalar (INEM, Bombeiros e Cruz Vermelha Portuguesa).
As motas do INEM prestam serviço nos principais centros urbanos, permitindo uma rápida deslocação do socorro. Em 2013 foram acionados para 5.648 ocorrências.
 
As Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER), distribuídas pelas várias unidades hospitalares do país, foram acionadas para 101.644 situações, enquanto que as ambulâncias de Suporte Imediato de Vida (SIV) contaram com 33.475 acionamentos. As VMER são tripuladas por um Enfermeiro e um Médico e a equipa da SIV é constituída por um Enfermeiro e um TAE. As VMER e ambulâncias SIV são meios de apoio médico diferenciado, com procedimentos de atuação no âmbito do Suporte Avançado de Vida.
 
Helicópteros
À equipa dos helicópteros de emergência médica está atribuída a função de transporte de doentes graves, quer seja entre unidades hospitalares (transporte secundário) ou entre o local da ocorrência e a unidade hospitalar (transporte primário). Estes meios de emergência, cuja equipa é constituída por um Médico e um Enfermeiro, foram acionados para 1.053 ocorrências.

 
Informar o INEM
Aproveitando a divulgação destes dados, o INEM alerta novamente para que, em caso de acidente ou doença súbita, as pessoas liguem sempre para o 112 e informem, de forma simples e clara:
 •    A localização exata e, sempre que possível, com indicação de pontos de referência;
•    O número de telefone do qual está a ligar;
•    O tipo de situação (doença, acidente, parto, etc.);
•    O número, o sexo e a idade aparente das pessoas a necessitar de socorro;
•    As queixas principais e as alterações que observa.

Imprimir