My Servier

Hospital de Ovar passa a realizar cirurgia que «soluciona a obstrução das vias lacrimais»

O Hospital Dr. Francisco Zagalo - Ovar (HFZ-Ovar) passou a realizar cirurgia no canal lacrimal, "uma nova resposta que reforça a atividade desenvolvida no Bloco Operatório desta unidade".

De acordo com o presidente do Conselho Diretivo do HFZ-Ovar, Luís Miguel Ferreira, “há uma grande ilação a tirar com a realização desta nova cirurgia no nosso hospital: o Hospital de Ovar está alinhado com os objetivos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) de aumentar a sua produção e de dar resposta às necessidades da população que serve, numa lógica de proximidade."

Gonçalo Mendes, Eulália Sá e Carlos Saric  

Segundo a responsável médica do Bloco Operatório e Serviços Cirúrgicos do HFZ-Ovar, Eulália Sá, o procedimento - denominado como "DCR - Dacriocistorrinostomia endonasal" - visa "solucionar a obstrução das vias lacrimais, que se manifesta por lacrimejo persistente, secreções abundantes e por vezes infeção”. Nos adultos, esta obstrução pode ocorrer sem causa específica, sendo mais comum no sexo feminino, em pessoas com idade superior a 40 anos.

“Estamos a falar da única forma de tratamento para este problema, que consiste em criar uma nova comunicação entre o saco lacrimal e a cavidade nasal, por via endoscópica, sem cicatriz visível”, explica.

Além de Eulália Sá (anestesiologista), a equipa que garante a cirurgia no HFZ-Ovar é constituído por Carlos Saric (oftalmologista) e Gonçalo Mendes (otorrinolaringologista).

A intervenção, que foi realizada pela primeira vez o mês passado, é feita em regime de ambulatório, sob anestesia geral, sem necessidade de internamento. O período de recuperação dura, em regra, entre sete e dez dias.

Em comunicado, o HFZ-Ovar salienta que esta nova resposta vem reforçar a atividade desenvolvida no bloco operatório, "que se encontra em fase de obra de reabilitação/ampliação, cujo términus está previsto para o final de 2023".


Imprimir


Próximos eventos

Ver Agenda