Dia Mundial da Trombose: «Convergências na doença vascular pulmonar»

"A polivalência e abrangência da Medicina Interna tornam-na uma especialidade nuclear no diagnóstico, tratamento e ´follow up` do doente com tromboembolismo venoso (TEV)", afirma Carolina Guedes, membro do secretariado do Núcleo de Estudos da Doença Vascular Pulmonar (NEDVP) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI).

Contudo, sublinha a médica, "a sua variedade nosológica, assim como a multiplicidade dos tratamentos atualmente ao dispor, exige que se evolua para modelos organizacionais que envolvam as várias especialidades que lidam com estes doentes, nas várias fases da doença".

É neste contexto que a IV Reunião do NEDVP, agendada para o próximo sábado, 13 de outubro, estará centrada no tema “Convergências na Doença Vascular Pulmonar”. Uma iniciativa que vai reunir especialistas em Medicina Nuclear, Cardiologia, Radiologia, Oncologia e Cirurgia Vascular, além de Medicina Interna.



O impacto da trombose no doente oncológico

"Trombose e cancro" foi o tema escolhido para a sessão de abertura da Reunião. Carolina Guedes explica o motivo:

"O impacto do tromboembolismo venoso (TEV) na qualidade de vida e no prognóstico dos doentes oncológicos é significativo; quando comparados com doentes oncológicos sem TEV, estes doentes têm uma mortalidade 3 vezes superior. O risco de desenvolvimento do TEV nesta população é 2 a 6 vezes superior ao da população em geral."

Na sua opinião, não há qualquer dúvida de que "a avaliação do risco, a trombose incidental e o tratamento do TEV neste grupo de doentes são tópicos atuais" e, dessa forma, "serão debatidos por um grupo de internistas e oncologistas com experiência na abordagem desta temática".

A outra mesa redonda que se realiza ainda durante a manhã será dedicada à hipertensão pulmonar tromboembólica crónica, "uma complicação grave da embolia pulmonar". Segundo a médica, "nos últimos anos, o diagnóstico e o tratamento desta entidade tem evoluído de forma exponencial, continuando a ser um hot topic nesta área".



Novidade: "rever e sistematizar assuntos"


Carolina Guedes adianta que, na última sessão da reunião, "a Comissão Organizadora decidiu inovar e introduzir as ´Ten minutes talks`, que são palestras curtas com a finalidade de rever e sistematizar assuntos da prática clínica diária".

Nesta mesa redonda, "que conta com a presença de especialistas de Medicina Interna, Cirurgia Vascular e Cardiologia para enriquecer a discussão", será abordada a tromboprofilaxia, a embolia pulmonar na grávida, as hemorragias major e a interpretação dos ensaios clínicos na TEV.

O programa inclui também uma sessão de apresentação de posters, "que visa fomentar a participação dos internos de formação específica, com estudos retrospetivos/prospetivos e casos clínicos".



A médica faz ainda questão de reforçar a importância do dia em que se realiza esta reunião: "É uma data importante para o NEDVP por ser o Dia Internacional da Trombose, pelo que contamos com a presença de todos para divulgar e sensibilizar os profissionais de saúde e o público em geral para a importância desta entidade."

O programa pode ser consultado aqui.




seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã