Dia Mundial da Criança: novas incubadoras para os Cuidados Intensivos Neonatais do CHEDV

A chegada das três novas incubadoras à Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais (UCIN) do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV) marca o início de "uma renovação de equipamentos nesta área da Pediatria". 

A entrega simbólica de três novas incubadoras, com um investimento de cerca de 45 mil euros, realiza-se no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Criança, que incluem ainda outra iniciativa preparada pelo Serviço de Pediatria e Neonatologia: "a entrega duma pequena lembrança a todas as crianças e recém-nascidos internados".



"Este seria tradicionalmente um dia cheio de atividades, para surpreender os mais pequenos, já que o Centro Hospitalar acredita fortemente na humanização", salienta Fátima Menezes, diretora do Serviço de Pediatria e Neonatologia, fazendo questão de recordar: "O nosso Serviço tem tido muito empenho nos seus cuidados de parceria com os pais." 

Contudo, devido à restrição de atividades pela pandemia por covid-19, "aproveitamos a chegada destas três novas incubadoras para simbolicamente celebrar este dia especial".

"A importância que atribuímos à saúde infantil da nossa região"

Miguel Paiva, presidente do Conselho de Administração do CHEDV, reforça a importância desta nova aquisição, particularmente por se tratar da saúde infantil: "O investimento na renovação dos equipamentos da nossa instituição é uma prioridade que tem vindo a ser concretizada com várias aquisições para responder às necessidades dos vários serviços".

Esclarece ainda que o concurso para a aquisição destas novas incubadoras da Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais está concluído, "cumprindo assim um objectivo estratégico, face à importância que atribuímos à saúde infantil da nossa região".


Miguel Paiva

A Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais do CHEDV presta cuidados aos recém-nascidos desde o limiar da viabilidade, apenas transferindo os recém-nascidos com necessidade de cirurgia ou com doença cardíaca grave. Todos os outros são atendidos nesta unidade de Cuidados Intensivos Neonatais, "única a prestar cuidados a estes bebés entre a área do Grande Porto e Coimbra", como é anunciado pelo próprio centro hospitalar.



"Graças à experiência dos nossos profissionais e dotação tecnológica da UCIN podemos resolver localmente a grande maioria de situações que possam surgir, sem necessidade de ter que transferir nenhum recém-nascido para outra unidade de saúde", explica Fátima Menezes.

Imprimir