UCF de Reumatologia do Centro: unidade pioneira em Portugal com balanço «muito positivo»

A Unidade Coordenadora Funcional de Reumatologia do Centro (UCF. RC), que integra o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) daquela região, organizou o seu primeiro Workshop.

Para José António Pereira da Silva, diretor do Serviço de Reumatologia do CHUC, que preside ao Conselho Coordenador da UCF.RC, o balanço do trabalho desenvolvido é “muito positivo”. A Just News acompanhou a primeira reunião do género deste projeto pioneiro em Portugal, tendo ficado evidente a dedicação e entusiasmo dos muitos profissionais de saúde.



O responsável sublinha tratar-se da "única UCF no país na área da Reumatologia", tendo surgido de um trabalho conjunto entre o referido serviço e membros dos ACES daquela região. “Verificámos que um modelo de cooperação já existente e com eficácia demonstrado, o das UCF, servia bem os propósitos. Foi então elaborada uma proposta que foi apresentada à ARS do Centro aprovada em final de 2017”, conta.

O reumatologista lembra que o Serviço de Reumatologia do CHUC mantém há muitos anos um curso especificamente desenhado para abordar as necessidades formativas dos médicos de família. Contudo, sentiu-se que "seria necessário criar uma rede de contactos locais, em cada unidade de saúde, que permitisse difundir boas práticas e auscultar necessidades".


José António Pereira da Silva

A UCF.RC integra o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra e os ACES Baixo Mondego, Pinhal Interior Norte e Pinhal Litoral, tendo sido convidada a integrar a Unidade de Reumatologia do Centro Hospitalar de Leiria. De acordo com José António Pereira da Silva, a Unidade está, desde sempre, “aberta à participação de outros serviços de Reumatologia e ACES da Região Centro”.



Elo Reumatológico Local

“Em cada unidade de saúde destes ACES foram designados dois elos reumatológicos locais – um médico e um enfermeiro. A cada um corresponde um elo reumatológico central (médico ou enfermeiro respetivamente) no CHUC, que constitui o seu elemento de ligação facilitada para dúvidas, referenciação de casos ou outros assuntos.

A estrutura é centralizada num Conselho Coordenador, que integra representantes de médicos, enfermeiros e serviço Social do CHUC e de cada uma dos ACES participantes”, explica o responsável.


Elementos dos ACES e do CHUC envolvidos na organização do workshop

"A importância do que nos propomos fazer em conjunto"

O 1.º Workshop da UCF.RC ficou marcado pelo lançamento de um projeto-bandeira para 2018-19: a referenciação precoce de portadores de artrite ou artralgia clinicamente suspeita. Além disso, foram revistas e debatidas as competências e os critérios clínicos e laboratoriais pertinentes ao projeto, na perspetiva das três classes profissionais envolvidas: Medicina, Enfermagem e Serviço Social.



Foram ainda discutidos outros temas selecionados pelos médicos de família e pelos enfermeiros das unidades de Saúde, tendo sido decidido que estes workshops deveriam ter frequência semestral e deveriam focar-se, nas próximas edições, "na consolidação de uma linguagem clínica comum que é indispensável a uma cooperação eficiente".

“O Workshop contou com a participação de uma percentagem muito elevada de todos os elos reumatológicos centrais e locais, permitindo assim disseminar um conjunto vasto de informação e de projetos a uma parte substancial dos que se propõem levá-los a cabo”, menciona, acrescentando:

“Tornou possível reforçar o sentido de equipa, da parte de todos, tornou clara a importância do que nos propomos fazer em conjunto e demonstrou a existência de uma enorme vontade de fazer mais e melhor por parte de todos.”



Uma articulação que proporciona "melhores cuidados aos doentes reumáticos"

Andréa Marques coordena uma equipa de três enfermeiros no serviço de Reumatologia, que fazem a ligação com 80 enfermeiros dos cuidados de saúde primários. Em declarações à Just News, a enfermeira afirma que "a articulação entre o hospital e os CSP tem sido muito boa, com feedback bastante positivo de ambos os lados".


Intervenção de Andrea Marques durante o workshop

“Antes da criação da UCF.RC, a ligação era quase inexistente, pontualmente quando necessitávamos encaminhávamos os doentes para os enfermeiros de família, através de uma carta de referenciação, mas não era estabelecido nenhum contacto pessoal nem existia qualquer protocolo de atuação”, conta.

Salienta também a boa articulação que tem existido entre médicos e enfermeiros: “É um trabalho de equipa, existe uma estreita colaboração e comunicação entre as duas profissões tanto nos cuidados de saúde primários, como no Serviço de Reumatologia, o que origina e proporciona melhores cuidados aos doentes reumáticos.”

“O que pretendemos com a criação desta unidade é que os doentes reumáticos tenham cuidados de excelência. Para isso, é necessário uma estreita colaboração e comunicação entre os cuidados de saúde primários e o serviço de Reumatologia, colocando o doente reumático e a sua família no centro dos cuidados”, acrescenta Andréa Marques.


UCF.RC: Uma equipa vasta, dos cuidados primários aos hospitalares, mas com o mesmo empenho e entusiasmo em fazer avançar a primeira UCF de Reumatologia do país.


seg.
ter.
qua.
qui.
sex.
sáb.
dom.

Digite o termo que deseja pesquisar no campo abaixo:

Eventos do dia 24/12/2017:

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã