Jorge Spratley é o novo presidente da Sociedade Europeia de ORL Pediátrica

A transversalidade de conhecimentos e a formação médica contínua são os principais objetivos do novo presidente da Sociedade Europeia de Otorrinolaringologia Pediátrica (ESPO). Jorge Spratley, professor na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e vice-presidente da Sociedade Portuguesa de ORL e Cirurgia Cérvico-Facial (SPORL-CCF), tomou posse na Assembleia-Geral da ESPO, que decorreu durante o 13.º Congresso desta Sociedade, evento que terminou na passada terça-feira, em Lisboa.



Jorge Spratley, um dos presidentes do Congresso, defende que “é preciso trabalhar para uma maior homogeneização dos procedimentos em ORL, desde o diagnóstico ao tratamento, nos diferentes países”, como forma de prestar os melhores cuidados aos utentes.



Quanto ao 13.º Congresso da ESPO, o resultado não podia ser melhor. “O balanço é extremamente positivo, os objetivos foram alcançados a 100%”, disse.

O mesmo pensa Luísa Monteiro, também presidente do congresso e coordenadora de ORL do Hospital dos Lusíadas, em Lisboa. “Tivemos 1600 inscritos de 60 países, a presença de ilustres otorrinos de diferentes continentes.” Para a responsável, o evento, que decorre cada 2 anos, é ainda “um espaço onde reencontramos e fazemos amigos”.


Jorge Spratley com Luísa Monteiro e o presidente cessante da ESPO, John Russel.


Tanto Jorge Spratley como Luísa Monteiro fazem questão de referir que o sucesso do evento se deveu “muito” à SPORL – CCF, “que acarinhou o projeto desde o início, assim como da ESPO e ao seu Board”.

Imprimir