Fausto Pinto é o novo diretor do Serviço de Cardiologia do CHLN

Fausto Pinto é o novo diretor do Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar Lisboa Norte. “Este é um serviço com longa tradição e os meus objetivos passam por assegurar a continuidade do excelente trabalho desenvolvido nos últimos anos e, em particular, na última direção, em todas as vertentes da Medicina Cardiovascular”, afirma Fausto Pinto, salientando estar bem ciente do “peso e da responsabilidade” que é dirigir o Serviço de Cardiologia do “maior hospital universitário do país”.

Segundo o novo diretor, as doenças cardiovasculares são causa número um de mortalidade e morbilidade e representam uma fatia muito significativa daquilo que é a assistência médica, em termos nacionais e internacionais. “Ter a responsabilidade de dirigir um serviço que toma conta destas patologias é um grande desafio.”

No entanto, considera também importante “olhar para a parte do ensino” -- pré e pós-graduado --, para toda a formação nas várias vertentes cardiovasculares e para a investigação, no fundo, tudo o que se enquadra num serviço de um hospital universitário.

“Irei ter muito em consideração a integração destas três atividades e procurarei potenciar ao máximo aquilo que é o Serviço de Cardiologia do principal hospital do país, integrado numa equipa cada vez mais consistente e funcional, em parceria com outras áreas afins, em particular a Cirurgia Cardiotorácica e a Cirurgia Vascular”, observa.

Questionado acerca das principais dificuldades com que poderá vir a deparar-se, Fausto Pinto afirma considerar ser a atual conjuntura económica e os constrangimentos de ordem financeira que, contudo, encara como desafio.

“Nesta altura, temos uma Administração com uma visão estratégica que eu partilho completamente e já com resultados palpáveis. Há um plano de ação muito concreto que vai seguramente permitir ultrapassar essas dificuldades, no sentido de preservar uma assistência de excelência, no âmbito de um Serviço Nacional de Saúde que todos queremos preservar.”

Para terminar, Fausto Pinto reforça a ideia de que é, para si, motivo de “muito orgulho” poder dirigir este serviço, dotado de um “fantástico conjunto de profissionais” de todas as áreas, desde médicos a enfermeiros, técnicos e auxiliares.

“Somos uma equipa multidisciplinar, que tem como objetivo dar o máximo para melhorar a atividade clínica e prestar melhores cuidados aos nossos doentes, tratando-os sempre ao mais alto nível. Ao mesmo tempo, temos a responsabilidade de ensinar as futuras gerações de profissionais e fazer a melhor investigação na área cardiovascular”, conclui Fausto Pinto.

Fausto Pinto, que é professor catedrático de Cardiologia da FMUL, presidente da Associação para Investigação e Desenvolvimento da FML, diretor do Instituto Cardiovascular de Lisboa e editor da Revista Portuguesa de Cardiologia, tomará posse como presidente da Sociedade Europeia de Cardiologia no início de setembro.


Carlos Martins, presidente do Conselho de Administração do CHLN,
Nunes Diogo, ex-diretor do Serviço de Cardiologia,
e Fausto Pinto, diretor do Serviço de Cardiologia.

Imprimir


Médicos de família assinalam Dia Mundial da Asma 2019 na Sertã